Atacante usa rede social para reclamar de salários atrasados no GEC: 'Sacanagem'

Atacante usa rede social para reclamar de salários atrasados no GEC: 'Sacanagem'

Desabafo do jogador do Guajará (Foto: Reprodução facebook)

O clima interno esquentou no Guajará às vésperas do jogo decisivo contra o Real Ariquemes neste domingo, 15. O atacante Tanaka usou sua página no Facebook para desabafar e escancarar que o clube não paga o salário dos jogadores pratas da casa há dois meses e está pagando em dia somente os atletas contratados de fora do estado.

A postagem do jogador repercutiu rapidamente e vários torcedores começaram a se manifestar, em solidariedade aos jogadores que moram em Guajará-Mirim e já defendem a camisa alvirrubra desde 2015, como é o caso do zagueiro Salatiel e do próprio Tanaka.

Segundo o desabafo do atacante, a diretoria não está pagando nada para quem mora na cidade e está dando valor e preferência somente a quem veio de fora, no que ele próprio chamou de “sacanagem” na publicação em sua página pessoal.

O Guajará conta com 21 atletas inscritos no BID, sendo que desses 21, apenas cinco são pratas da casa, são eles: Tanaka, Peixe, Salatiel, Thiago Oliveira e Tenório. Na manhã deste sábado, 14, apenas o zagueiro Tenório compareceu ao último treino, já os demais não apareceram.

Posicionamento do clube

Procurado pelo Globo Esporte, o presidente Paulo Figueiredo, não negou que o clube tenha débito com os atletas, mas lamentou o fato de o atacante ter publicado na internet um problema interno do clube.

Segundo o presidente, Tanaka e o irmão dele (o volante Peixe) receberam sim o primeiro mês de pagamento e os salários atrasados serão pagos, mas ainda não tem uma previsão exata para os acertos com os atletas da casa.

-Temos débitos, mas não da forma que foi exposta lá (na rede social do atleta). Ele (Tanaka) deveria ter citado que recebeu o primeiro mês junto com o irmão, mas isso ele não colocou lá, está querendo jogar a torcida contra nós. Um dia antes o Tanaka falou comigo e eu expliquei a situação, ele disse que havia entendido, isso é falta de profissionalismo, pois os nossos problemas devem ser resolvidos internamente. Ele estava na minha casa e fez a postagem de lá, usando minha internet, achei uma sacanagem da parte dele – declarou.

Em relação a situação financeira do time, Paulo foi enfático ao dizer que não tem grandes quantias em caixa e faltam patrocinadores, mas que todos os salários serão pagos, mesmo que seja em atraso.

-Às vezes os clubes da Série A passam por dificuldades e atrasam, mas você não vê nenhum jogador denegrindo o clube na internet. Todos são cientes das dificuldades que o Guajará sempre teve, mas estamos tentando resolver. Parte do elenco foi pago e pedimos que os demais esperassem mais um pouco para fazer o acerto; pagaremos todos – garantiu.

Por fim, o presidente disse que a situação será discutida com a diretoria para que uma decisão seja tomada em relação ao grupo e sobre dispensas ou afastamentos.

-Estamos fazendo uma boa campanha e não queremos que nada disso prejudique o rendimento em campo. Vamos resolver isso e tomar algumas decisões importantes. Vi muitos comentários lá, inclusive de jogadores que moram na minha casa e comem da minha comida, sabem de tudo que se passa e ainda fazem isso, lamentável. O clube está errado, mas eles são sabedores da dificuldade e deveriam confiar que vão receber, eu dei minha palavra – finalizou.

Campanha do Guajará

O Guajará está na vice-liderança do segundo turno com seis pontos ganhos e briga por uma das três vagas restantes na semifinal. Na quarta rodada o adversário será o Real Ariquemes, em confronto que vale a liderança parcial.

Em três jogos no segundo turno, foram duas vitórias e uma derrota. Se vencer o Furacão, o GEC assume a ponta e mantém viva a esperança de se classificar.

Segundo o técnico Tinho Damasceno, os problemas existem, mas o grupo está focado e fortalecido em busca de mais uma vitória.

-Vamos forte e competitivo, é um jogo de seis pontos. Por jogar em casa, vamos para cima e tentar mais três pontos. As peças que temos são de muita qualidade e temos confiança no plantel. Tudo que está acontecendo só vai fortalecer esse grupo maravilhoso, de guerreiros – diz o treinador.

Autor / Fonte: Globoesporte.com/Rondonia

Leia Também