Basa anuncia R$ 1 bilhão em crédito para Rondônia

Basa anuncia R$ 1 bilhão em crédito para Rondônia

O setor produtivo de Rondônia dispõe, para 2018, de mais de R$ 1 bilhão para investimentos, dinheiro disponibilizado pelo Banco da Amazônia (Basa). Nesta quarta-feira (14), em Porto Velho, a instituição firmou protocolo de intenção com o governo do estado para viabilizar o plano de aplicação dos recursos. Signatário do documento, o governador Confúcio Moura disse que é possível que o valor seja ainda maior.

“Tudo depende dos projetos que serão apresentados”, explicou o governador sobre a possibilidade do volume de recursos superar o constante no protocolo de intenções.

A cerimônia aconteceu no auditório Governador Jerônimo Santana, no Palácio Rio Madeira. Marivaldo Melo, o presidente do Basa, veio a Porto Velho especialmente para o ato. Setores representativos da agropecuária e indústria também participaram.

O estado de Rondônia, segundo o presidente do Basa, é o único da região que apresenta transformações através das políticas pública conduzidas pelo governo estadual e que, por isto, sofreu menos com a crise econômica iniciada em 2015.

INADIMPLÊNCIA

Marivaldo Melo destacou que o setor produtivo atuou firme e deforma diversificada quando a economia afetou duramente outros estados do país. Ele avaliou que por isto o impacto negativo na economia foi menor.

Rondônia, segundo o presidente do Basa, é tem ambiente propício para as políticas do banco, com sua vocação forte no agronegócio. “Além disto, acrescentou, temos aqui o menor índice de inadimplência”.

Marivaldo Melo: Rondônia tem muita produtividade e baixa inadimplência

Os números dos investimentos feitos pela instituição em Rondônia nos últimos cinco anos foram apresentados pelo superintendente regional do banco, Wilson Evaristo. Ele apontou como destaque, além dos valores, a contribuição social prestada ao estado.

Empreendedor no ramo de gado leiteiro, o desembargador Walter Waltemberg Júnior foi convidado do Basa para o evento. No breve pronunciamento que fez, ressaltou a relevância da Emater como presença física das políticas de governo junto aos produtores rurais e reiterou que, como presidente do Judiciário, o compromisso de fazer esforços para contribuir com o desenvolvimento sustentável do estado.

BENÇÃOS

Para Confúcio Moura, o dinheiro oferecido com juros atrativos faz do Basa um parceiro fundamental para o setor produtivo. O governador também citou como positivo o portfólio variado de linhas de crédito do banco. Ele afirmou ainda que o Pronaf (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), por exemplo, com sua variedade de subprogramas são bênçãos para o pequeno produtor.

Diante de um volume de crédito tão substancial, o governador defendeu que a oportunidade não pode ser desperdiçada e convocou a Emater (Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural) e Sedi (Superintendência Estadual do Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura) para que desenvolvam mecanismos para viabilizar o acesso dos produtores rurais e pequenos empreendedores aos recursos oferecidos pelo banco.

Ao presidente do Basa, o governador pediu que estude linhas de crédito para atender indígenas e ribeirinhos, que são os responsáveis pela defesa da floresta e anunciou que o Banco do Povo de Rondônia tem atuação nesta área.

Autor / Fonte: Nonato Cruz/Secom

Leia Também

Comentários