Cacoal elege dois deputados, Expedito Júnior e coronel Marcos Rocha “costuram” alianças para o segundo turno, Vinícius Miguel de olho na prefeitura

 Suplentes – Vários candidatos a deputado estadual demonstraram bom desempenho nas urnas, mas não conseguiram uma cadeira na Assembleia Legislativa (Ale). O deputado Ribamar Araujo do PR somou 8.724 e Airton Gurgacz do PDT 8.669 votos e ambos não conseguiram se reeleger. Ficaram na suplência. Também foram bem votados o ex-prefeito de Buritis, Dico dos Santos, do Solidariedade (8.563); Alexs Paletot, do PTB e vereador de Porto Velho (8.441); Irma Fogaça, do PHS, ex-chefe de gabinete da Mesa Diretora da Ale (8.413) e Célio Silva, do Patriotas (8.344) que tiveram mais votos que os eleitos Ismael Crispin, do PSB (8.307) e Jair Monte, do PTC (6.567), mas ficaram como suplentes, em razão das coligações.

Deputados II – Cacoal este sem representatividade na Ale, após a eleição da prefeita Glaucione Rodrigues (MDB), em 2016, que renunciou o mandato de deputada para o cargo executivo. Na nova legislatura, que terá início em fevereiro do próximo ano Cacoal terá dois deputados. Foram eleitos Airton Fúria (PSD), com 12.859 votos e Cirone da Tozzo (Podemos), que somou 9.962 votos. Fúria disputou a prefeitura em 2016 e perdeu para Glaucione Rodrigues, ficando na segunda colocação. Cirone da Tozzo é o atual vice-prefeito de Cacoal.

Governo – O segundo turno das eleições ao governo do Estado, que ocorrerá no próximo dia 28 promete uma disputa acirrada entre o candidato do PSL, coronel Marcos Rocha e o ex-senador Expedito Júnior, da coligação liderada pelo PSDB. Júnior venceu o primeiro turno (241.885 x 183.691). Pesquisa do Ibope publicada na sexta-feira (5) colocava Marcos Rocha com menos de dois dígitos, na quarta colocação. No domingo (7), após a contagem dos votos o candidato do PSL superou Maurão de Carvalho, do MDB coligado com mais sete partidos, favorito para competir no segundo turno com o candidato tucano, que sempre liderou as pesquisas no Estado.

Composição – A luta de Júnior e Marcos é conseguir votos de Acir Gurgacz, da coligação liderada pelo PDT, que não conseguiu registrar a candidatura e de Maurão de Carvalho, que estava sendo apontado nas pesquisas, como adversário de Júnior numa disputa em segundo turno, como ocorrera. Marcos Rocha e Expedito Júnior promovem reuniões com as lideranças políticas da capital e do interior na luta para compor um grupo vencedor. A expectativa é que teremos as eleições em segundo turno das mais difíceis.

Prefeito? – O quarto colocado nas eleições em primeiro turno a governador de Rondônia, Vinícius Miguel (Rede), com 110.585 votos disse que se manterá neutro no segundo turno e não declarará apoio a nenhum dos dois candidatos (Expedito Júnior e Marcos Rocha). A maior parte da votação de Vinícius Miguel, que pela primeira vez disputou uma eleição foi conseguida em Porto Velho. Ele recebeu somente na capital 69.820 votos e já está escalado para disputar a prefeitura nas eleições de 2020. Potencial de votos já provou que tem.

Respigo

O campeão de votos à Assembleia Legislativa nas eleições de domingo (7), Eurípedes Lebrão (MDB-São Francisco), que tinha entrevista marcada hoje (10), no programa Conexão Rondoniaovivo, do site Rondoniaovivo/TV de Porto Velho, teve que adiar o compromisso. É que desde as 10h estava reunido com o candidato do PSL ao governo de Rondônia, capitão Marcos Rocha, para tratar das eleições em segundo turno do próximo dia 28 +++ A votação do deputado federal eleito Léo Moraes (quase 70 mil votos), que preside o Podemos no Estado é um dos destaques positivos da juventude atuante na política em Rondônia. Já a baixa votação (38.776) da deputada federal Mariana Carvalho (PSDB), reeleita, presidente regional do partido decepcionou +++ Mariana é um nome em destaque na política regional e foi a segunda mais bem votada nas eleições de 2014 com 60.324 votos. Como é da geração emergente da política a queda dos número de votos em torno de 40% em relação de 2014, serve como um sinal amarelo para as próximas às eleições.

Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica

Leia Também

 
Loading...