Câmara de Porto Velho deveria seguir exemplo de Rolim, PMDB terá disputa acirrada à ALE/RO, baderna no trânsito da capital



Vereadores –
Em fevereiro último os vereadores da Câmara Municipal de Governador Jorge Teixeira reduziram o salário de R$ 6 mil para R$ 3.420. O ato exemplar não motivou mais nenhum parlamento mirim a aplicá-lo, apesar de vereadores receberem salários fora da realidade da maioria dos municípios que está com o financeiro em situação delicada e sem condições de atender setores básicos, como saúde, educação, recuperação de estradas, saneamento básico, etc.


Vereadores II – A Câmara Municipal de Rolim de Moura era composta por 11 vereadores, mas a partir deste ano, devido a emenda orgânica do município o número foi reduzido para nove a partir da atual legislatura. O PMDB entrou na Justiça com Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), uma ação no mínimo oportunista, para que o legislativo municipal voltasse a ter onze membros. O Tribunal de Justiça de Rondônia rejeitou o pedido e decidiu que a emenda é constitucional, procedente.

Vereadores III – O jovem presidente da Câmara de Vereadores de Porto Velho, Maurício Carvalho (PSDB), poderia reduzir o grupo de legisladores, que antes eram 17 e agora são 21, para o número anterior. Porto Velho não tem mais o potencial político-eleitoral-econômico do período das “vacas gordas”, com a construção das hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio, no rio Madeira. Maurício deixaria uma marca de racionalidade, coerência e de zeloso com o dinheiro do povo. Uma revisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) seria oportuna.

Uber – Protesto de mototaxista e taxistas contra o Uber no centro de Porto Velho na manhã de hoje (14) como sempre complicando ainda mais o trânsito da capital. Já passou da hora de a Justiça acabar com essa bagunça, pois estamos num país democrático onde todos têm o direito ao trabalho. Motocicletas servindo de transporte coletivo já o cúmulo do absurdo, além de cobrarem preços abusivos. A prefeitura deveria acabar com a cartelização das placas de táxi e colocar um fim nesta prática nefasta, que só esvazia o bolso do cidadão trabalhador.

2018 – O maior partido do Brasil, o PMDB tem seis deputados estaduais em Rondônia: Maurão de Carvalho, Rosângela Donadon, Só Na Bença, Edson Martins, Jean Oliveira e Eurípedes Lebrão. Maurão é pré-candidato ao governo do Estado. Os demais são pré-candidatos à reeleição, todos com reais chances de sucesso. O partido tem pelo menos, mais três nomes em condições de se eleger: atual secretário de Estado da Saúde, Williames Pimentel; vereador de Porto Velho, Zequinha Araújo e o diretor geral do DER, Ezequiel Neiva. Os dois últimos, ex-deputados estaduais.

Respigo

Pelo exposto no tópico acima, dificilmente o PMDB terá condições de coligar, caso a Lei Eleitoral permaneça como está. A prudência recomenda que o melhor caminho seja concorrer com a chapa “puro sangue” +++ Amanhã (15) é feriado nacional (Corpus Christi) e comércio, indústria, repartições públicas não funcionam. Visando economizar com água, luz, cafezinho, etc. alguns órgãos públicos não funcionarão na sexta-feira (16) +++ Uma análise coerente e racional recomenda a paralisação das atividades públicas na sexta-feira próxima, mas que é um privilégio questionável, é. Saudades do período Collor de Melo, quando todos os feriados, com ressalvas para alguns, como Natal e Ano Novo eram todos transferidos para as segundas-feiras, medida que favorecia comércio, indústria, repartições públicas e os demais segmentos organizados da sociedade. 

Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica

Leia Também

Comentários