Campanha de combate à hanseníase irá de casa em casa buscando casos suspeitos

Campanha de combate à hanseníase irá de casa em casa buscando casos suspeitos

 A Secretaria de Saúde (Semus), numa parceria com a Fundação Novartis, com o Programa de Controle da Hanseníase e com o Ministério da Saúde traz para Vilhena a “Carreta da Saúde”, que ficará estacionada no pátio da Prefeitura com atendimentos de combate à hanseníase nos dias 23 e 24 de agosto. Até lá agentes comunitários procurarão de casa em possíveis portadores da doença.

A carreta conta com cinco consultórios e um laboratório de análises, onde médicos e enfermeiros do município atenderão pacientes e verificarão os casos de suspeita da doença. Além desses serviços, a equipe também fará testes de glicose, HIV, hepatite B e C e sífilis. Para o atendimento, os pacientes devem trazer documentação pessoal e cartão do SUS. 

ALERTA E DIAGNÓSTICO – A hanseníase é uma doença que afeta pele e nervos, mas tem cura. Conforme relatório da Organização Mundial da Saúde, o Brasil é o segundo país com mais casos de hanseníase no mundo. Por isso, os médicos alertam para a importância do diagnóstico rápido, com início imediato do tratamento.

De acordo com informações do Ministério da Saúde, os principais sintomas são manchas esbranquiçadas ou avermelhadas, com dormência, alteração de sensibilidade e maior produção de suor. A transmissão da hanseníase é feita pelo convívio com portadores da doença que não estão em tratamento.

Até o dia 23, quando a carreta chega no município, agentes comunitários de saúde farão visitas de casa em casa realizando triagem.

Autor / Fonte: ASCOM

Leia Também