Comitiva de Rondônia leva a indignação dos rondonienses com o aumento da conta de luz ao ministro de Minas e Energia

Comitiva de Rondônia leva a indignação dos rondonienses com o aumento da conta de luz ao ministro de Minas e Energia

A indignação dos rondonienses com o aumento da tarifa de energia elétrica promovido pela nova concessionária, a Energisa, chegou nessa quarta-feira no ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque. O recado foi dado em reunião no Ministério por uma grande comitiva de Rondônia formada pela bancada federal, deputados estaduais, Governo estadual, representantes do Conselho Estadual de Defesa do Consumidor (Condecon), Fecomércio e Ministério Público.

Na ocasião, o ministro ouviu o clamor das autoridades de que boa parte da população não conseguirá pagar suas contas de energia com o aumento de quase 30%. ““Ser político em Rondônia é uma das missões mais árduas que um homem pode ter. Está impossível andar nas ruas tamanha a revolta com a covardia que foi feita com nosso Estado”, afirmou o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Laerte Gomes (PSDB).

No dia em que se celebrou o Dia Mundial da Justiça Social, o presidente do Condecon, Gabriel Tomasete, falou ao ministro Bento que promova essa justiça com o povo rondoniense. “É um aumento abusivo, que passou por cima de todos os preceitos do Código de Defesa do Consumidor. Sem falar que trará reflexos nos preços de diversos produtos e serviços. Depositamos nossa expectativa para que essa injustiça contra o cidadão seja desfeita”, ressaltou.

À comitiva, Bento Albuquerque mostrou-se sensível à demanda e prometeu dar uma resposta o mais rápido possível sobre as ações a serem tomadas para solucionar o impasse. Antes deverá se reunir com a Diretoria da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para tratar do assunto.

Mais cedo, Tomasete e a comitiva também participaram de reunião no Tribunal Regional Federal da 1ª Região junto ao vice-presidente, desembargador Kassio Marques, oportunidade em que manifestaram a preocupação com o aumento tarifário. “Quem vai quebrar não é a Energisa, e sim o povo de Rondônia”, afirmou ao desembargador o presidente do Condecon ao se referir à decisão do TRF que derrubou a liminar que mantinha a suspensão da cobrança.

O Condecon, junto com os Ministérios Públicos Federal e Estadual, e a Defensoria Pública, ingressou com ação na Justiça Federal para barrar o aumento. Chegaram a conseguir uma liminar para suspender a cobrança, mas um recurso da Energisa restabeleceu a tarifa com o aumento.

De acordo com o Condecon, que enalteceu a luta constante em parceria com a Fecomércio, através do seu diretor Francisco Holanda, e outras entidades, o movimento contra o aumento não vai parar até que se tenha uma ação concreta por parte do Governo Federal e demais órgãos competentes.

Autor / Fonte: Luiz Alexandre

IDETRO WORKSHOP

Comentários

Leia Também

 
Loading...