Contadores de energia do “Olhão” serão retirados, clientes reclamam de pedintes dentro das áreas de caixas nos bancos, trânsito da capital continua péssimo




Olhão – Os deputados estaduais da capital devem ficar de olho em trabalho, que está sendo feito pela Ceron, empresa de energia elétrica, que cuida –ou deveria– da distribuição e cobrança (neste item são ótimos) com os contadores chamados pela população de “Olhão”, que tanta celeuma causou quando foram implantados. Hoje os “técnicos” da Ceron estão empenhados em um amplo levantamento para substituí-los pelos contadores anteriores. E o cidadão terá que montar um novo padrão, do seu bolso. A alegação: o “Olhão” é de difícil visualização. Por que o contador não foi testado antes de instalá-lo? É o fim da rosca...

Cafezinho – Certamente o governador Confúcio Moura (PMDB) não seja o autor da medida e nem saiba. O tradicional cafezinho servido nas repartições públicas do Estado agora é por conta dos servidores. Para poder ter o cafezinho à disposição os servidores fazem uma “vaquinha” nas secretarias e órgãos, para comprar pó de café, açúcar e contar com a boa vontade de alguém para coar. Em breve vão exigir do visitante, na portaria, que mais parece de presídio, devido a tanta exigência, que leve sache e de preferência uma térmica com água quente para o café.

Bancos – As autoridades e políticos devem exigir mais segurança no espaço dos caixas eletrônicos nas agências bancárias e com maior ênfase, fora do horário de expediente normal na capital. É que os pedintes, que aumentaram muito nos últimos meses estão abordando as pessoas dentro das áreas dos caixas. As mulheres são as que mais reclamam assustadas com a ação agressiva dos pedintes, que estão a cada dia mais ousados. É importante lembrar que as pessoas pagam pelo serviço bancário de forma compulsória e segurança ao cliente é obrigação dos bancos.

Nova União – O senador Valdir Raupp (PMDB-RO) participará no próximo sábado (12) da entrega de dois veículos para a saúde pública do município de Nova União. A solenidade de entrega será às 9h na Câmara Municipal. com apoio do deputado estadual Edson Martins (PMDB-Urupá) serão entregues 28 lixeiras. Com emendas de Raupp serão entregues um trator agrícola aos moradores do Assentamento Margaridas Alves e mais um trator agrícola para moradores da Linha 32. Também será inaugurado o estacionamento regulamentado para veículos na área central. Terá emenda parlamentar R$ 100 mil do deputado Edson Martins para recuperação de estradas vicinais. Será entregue uma retroescavadeira, com emenda do deputado federal Lúcio Mosquini (PMDB-RO).

Trânsito – Há dias a coluna não aborda um dos assuntos que sempre predominou, negativamente: o conturbado trânsito de Porto Velho. Estamos na metade do oitavo mês do ano e a bagunça continua a mesma. Motoristas e motoqueiros não respeitando semáforos, excesso de velocidade dos motoqueiros, estacionamento em filas duplas, triplas, quádruplas. É uma festa. A sinalização continua como dantes, no quartel de Abrantes, a fiscalização deficiente, organização inexistente, já a punição, excelente. As multas que garantem caixa forte para o município poderiam ser substituídas por organização, sinalização, orientação. Mas...

Respigo

Até o fechamento da coluna (por volta das 16h) a previsão dos institutos especializados, que iria chover hoje (10) em Porto Velho se concretizou, mas muito timidamente. Em alguns bairros choveu, mas não com a intensidade esperada +++ O calor na capital está muito forte nas últimas semanas, sempre acima dos 35 graus durante o dia. A esperada Chuva do Caju, que sempre ocorre no início de agosto, ainda, não chegou +++ Muitas reclamações dos usuários do transporte coletivo urbano de Porto Velho. Além dos ônibus velhos e inadequados para o clima da região, não há abrigo para as pessoas que, ainda, tem que suportar o humor dos motoristas e cobradores, quase sempre displicentes e nervosos +++ Continua difícil a travessia nas balsas do rio Madeira, na região da Ponta do Abunã, na BR 364, na ligação com Rio Branco, no Acre. Caso não chova nos próximos dias os municípios do Acre terão problemas com abastecimento de mercadorias, pois ficará dependente, apenas do transporte aéreo. 

Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica

Leia Também

Comentários