Detran Rondônia disponibiliza ferramenta para geoprocessamento de acidentes de trânsito

Detran Rondônia disponibiliza ferramenta para geoprocessamento de acidentes de trânsito

A ferramenta “Fusion Table” foi disponibilizada pelo governo do estado de Rondônia, por meio da coordenadoria de Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran). A ferramenta faz o processamento informatizado de dados georreferenciados dos acidentes de trânsito ocorridos em todos os municípios de Rondônia.

O coordenador do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito de Rondônia (Renast), do Detran Rondônia, João Almeida de Barros Lima Neto, disse que o Departamento Estadual de Trânsito firmou uma parceria com a Secretaria de Estado de Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec) e o Detran passou a receber os dados dos boletins de ocorrências registrados pelas polícias militares, civil e rodoviária federal. “Através das ocorrências de acidentes de trânsito, temos os dados geográficos que auxilia no monitoramento de registros de acidentes de trânsito em todo o Estado”, afirmou João Almeida.

Segundo o coordenador, o Detran Rondônia faz esse trabalho desde 2009, e com o passar do tempo  foi ganhando mais ferramentas tecnológicas. Em janeiro deste ano todas as ocorrências registradas pelas instituições policiais são encaminhadas em tempo real para o banco de dados do Detran, que compila as informações referentes aos acidentes de trânsito. A iniciativa alinha-se com a política tecnológica do Detran juntamente com o programa estadual “Rondônia Segura”, que visa integrar os organismos de segurança pública em defesa da vida por meio da segurança viária.

O resultado do trabalho de georreferenciamento pode ser acompanhado em categorias como data, horário, vias, bairro, qual o motivo do acidente, as consequências, os tipos de acidente, veículo, as condições do tempo atmosférico, ausência de sinalização entre outras variáveis que permitem estudos avançados para evitar que outros incidentes ocorram.

O monitoramento subsidia o desenvolvimento de políticas públicas de redução de acidentes de trânsito, direcionando o investimento de recursos públicos em locais prioritários, por meio de ações de engenharia de trânsito, bem como trabalhos pontuais por meio da inteligência geográfica, que são realizados por meio da fiscalização e educação de trânsito.

Segundo João Almeida, o Renaest é um dispositivo muito importante para trabalhar políticas públicas, visando a redução do número de acidentes de trânsito, tendo em vista que em Rondônia 60% dos pacientes que dão entrada nos hospitais de pronto atendimento, são vítimas de acidentes de trânsito.

Qualquer pessoa pode ter acesso aos dados estatísticos do Detran, basta acessar o site: www.detran.ro.gov.br

Autor / Fonte: Eleni Caetano/Secom

Leia Também