Empreendedores dão exemplo de economia criativa exportando plantas para outros estados e para o Peru

Empreendedores dão exemplo de economia criativa exportando plantas para outros estados e para o Peru

O fato de gerar emprego para quem mora na região também foi destacado pelo governador.

Com pouco mais de 13 mil habitantes, o município de Urupá tem economia sustentada pela agropecuária, mas a receita sofre com a queda nos repasses constitucionais que, por sua vez, sofrem com os reflexos da crise. Mas não faltam exemplos de empreendimentos que vão na contramão das adversidades. Uma empresa familiar que exporta flores para quase todos os estados brasileiros e para o Peru foi inaugurada, na sexta-feira (17), confirma esta tendência.

A Estância Vitória Garden abriu oficialmente as portas para mostrar a convidados a vitória da empresária Teresa Cordeiro e seu esposo Carlos Zacarias. Juntamente com os filhos, são responsáveis pelo empreendimento sustentável, que gera empregos, divulga o município e faz bem aos visitantes.

O governador Confúcio Moura foi à estância como convidado para a inauguração e apresentação dos produtos. A rosa do deserto, uma variedade que se tornou famosa no mundo inteiro, é uma das especialidades do negócio.

As  petúnias, samambaias e bromélias são apenas algumas das dezenas de variedades que a estância produz e comercializa para mercados como os do Pará, Minas Gerais, Mato Grosso, Goiás, Bahia e Distrito Federal. Os caminhões da Vitória Garden cruzam o país levando cores e alegria para fins variados.

A partir de agora, os moradores da cidade poderão visitar o local para apreciar o horto que também serve como exposição. As lojas, outra novidade, também atendem no atacado.

Para Confúcio Moura, o que se produz na estância vai além do empreendimento, uma vez que é preciso unir a arte ao produto final. Ele saudou Teresa Cordeiro com elogios pela forma destemida como se lançou no negócio, criando e buscando informações que tornem seus produtos competitíveis num mercado exigente.

Teresa contou que a trajetória iniciou em 2006 e que estava voltada para a produção de flores. Ela percebeu que não poderia competir com empresas do mesmo ramo e decidiu buscar produto diferente, identificado com a região e resistente ao clima.

Confúcio elogiou a iniciativa da empresária de Urupá e destacou o fato de que gera renda para moradores da região

A Rosa do Deserto passou a ser o cartão de visita da estância. “O sonho não está concluído, há muito por fazer”, prometeu Teresa, que também revelou que está em fase de instalação um laboratório de propagação ‘in vitro’ de mudas certificadas, outro produto que a estância vai oferecer.

“Isto é economia criativa”, disse Confúcio, durante a inauguração. Ele afirmou que a obra da família que cuida da estância é fruto do pensamento revolucionário que se sobrepõe ao que e comum. “Nossa presença aqui é também para gerar energia que faça o negócio evoluir mais ainda”, concluiu o governador.

O senador Valdir Raupp, o deputado federal Lúcio MOsquini,  e os deputados estaduais Edson Martins e Laerte Gomes, que estavam entre os convidados, também elogiaram o destemor com que a família se lançou no negócio  e flores e tornou-se referência na região.

INCENTIVO

Durante entrevista na Rádio Popular, ainda em Urupá,  Confúcio insistiu que é preciso produzir mais leite, mas advertiu que é a qualidade que faz com que o mercado seja conquistado. Ele também pediu aos piscicultores que invistam mais, pois a ração está mais barata e eventuais problemas sanitários nos tanques podem ser sanados com providências simples.

As dificuldades financeiras do município, segundo o prefeito Celso Lang, são superadas com o suporte, através de emendas parlamentares, destinadas pelas bancadas federal e estadual e liberadas pelo governador Confúcio Moura. Ele afirmou que há obras em andamento nas estradas e em outras frentes de serviço de Urupá.

Autor / Fonte: Nonato Cruz/Secom

Leia Também

Comentários