Governador de Rondônia confessa: “Segurança pública está um horror”

Governador de Rondônia confessa: “Segurança pública está um horror”

Porto Velho, RO – A segurança pública é o setor mais precário da Administração Pública, dizem os servidores que atuam na área e a própria população que se vê cada dia mais refém da violência.

Curiosamente, o governador Confúcio Moura (PMDB) abordou o tema nesta quinta-feira (07) em seu blog particular após manifesto do presidente da Empresa de Desenvolvimento Urbano (EMDUR) Breno Mendes, membro da gestão Dr. Hildon Chaves (PSDB) em Porto Velho.

Mendes desabafou em duas ocasiões: na primeira, informando que os bandidos continuam a furtar cabos e demais componentes da estrutura de iluminação pública instalados recentemente. Na segunda, relatando que uma de suas equipes fora assaltada no Bairro Ayrton Senna.

Moura, em mais uma de suas declarações sinceras, admitiu:

“O tema de hoje é SEGURANÇA PÚBLICA, que está um horror. Não precisa nem ouvir os noticiários, basta dar uma olhada na cidade. Não há necessidade de  ir longe, para se medir o medo”, disse.

Em outro trecho do texto, abordou aspectos do programa Rondônia Segura.

“[...] vamos trabalhar sem demagogia, sem sensacionalismo, sem dizer que o governo é bom, que comprou 50 viaturas, ou balas, pistolas, ou fuzis. Nada disto. Este programa será implantado a partir do princípio que segurança é um dever de todos. E queremos compartilhar a melhoria dos indicadores de segurança pública, ano a ano, menores”, indicou.

Confira abaixo a íntegra da postagem

Rondônia Segura

Tudo parece longe demais. Tudo parece perdido em nosso país. A confiança nossa em nós mesmos está cada vez menor. Porque esta confiança ainda pode piorar. Basta que se propague que o nosso país não tem jeito. E se todos pensarem que o nosso país não tem jeito, é porque ele não tem jeito mesmo. A partir do momento, que cada cidadão, pelo menos falar – pelo menos, falar bem do nosso Brasil, e outro também, e a coisa ir se propagando, que o Brasil tem jeito, tudo começa a melhorar. Confiança é isto. É acreditar.

O tema de hoje é SEGURANÇA PÚBLICA, que está um horror. Não precisa nem ouvir os noticiários, basta dar uma olhada na cidade. Não há necessidade de  ir longe, para se medir o medo. Siga uma rua, de qualquer bairro, nem olhe se rico ou pobre, e siga em frente, a pé, olhando as casas. Quase todas tem muros altos. Outras tem grades à frente dela. Outras têm cacos de vidro nos muros. As cercas elétricas. As câmeras de vigilância. Os cães de guarda. E pegue uma calculadora, olhe quanto cada família está gastando para cuidar da segurança da sua casa. É muito dinheiro. Não tenho aqui nenhuma pesquisa para mostrar para vocês. Altíssimo.

O Estado já lançou um programa de segurança pública, chamado RONDÔNIA SEGURA, vamos trabalhar sem demagogia, sem sensacionalismo, sem dizer que o governo é bom, que comprou 50 viaturas, ou balas, pistolas, ou fuzis. Nada disto. Este programa será implantado a partir do princípio que segurança é um dever de todos. E queremos compartilhar a melhoria dos indicadores de segurança pública, ano a ano, menores.

Há um chamamento para os comerciantes, para entidades de classe, para as prefeituras. Formar uma corrente de vigilância permanente. Colocar serviços públicos mais eficientes e o uso sistemático da tecnologia para ajudar no monitoramento das ruas e do campo. O Rondônia Segura será monitorado por duas instituições de grande credibilidade nacional e internacional – o PNUD (Programa Das Nações Unidas Para o Desenvolvimento) e a consultoria Macroplan (esta, contratada pelo Consórcio Brasil Central) e vamos trabalhar os dados, as estatísticas e resultados para que a população de Rondônia se sinta mais segura. Primeiro teremos que nos entender bem. Afinar a linguagem. Uma boa comunicação para que possamos ter gradativamente a confiança do cidadão.

Autor / Fonte: Rondoniadinamica

Leia Também

Comentários