Hospital de Base volta realizar angioplastia cerebral, angioplastia de aneurisma de aorta e cateterismo

Hospital de Base volta realizar angioplastia cerebral, angioplastia de aneurisma de aorta e cateterismo

O setor de Hemodinâmica do Hospital de Base Ary Pinheiro, unidade referência no atendimento de alta complexidade em Rondônia, retoma, nesta sexta-feira (15), a realização de exames de angioplastia cerebral, angioplastia de membros inferiores, angioplastia coronariana e cateterismo cardíaco.

Os procedimentos voltam a ser realizados após a reativação do angiógrafo, equipamento de alta complexidade utilizado nos exames, que estava quebrado desde o ano passado. Cerca de 350 pacientes, que aguardavam na fila de espera por exames de procedimentos eletivos, começam ser atendidos, informou Graciliano Maia Neto, coordenador do setor de Hemodinâmica do Hospital de Base.

De acordo com Graciliano Maia, o setor trabalha com expectativa de realizar 250 procedimentos ao mês. Desde sua implantação, o setor de Hemodinâmica realizou 1.999 procedimentos. Deste total, cerca de 70 por cento são pacientes da capital, aponta o setor de estatísticas da Secretaria Estadual de Saúde (Sesau).

Segundo Graciliano Maia, a angioplastia coronariana é um procedimento cirúrgico minimamente  invasivo do coração, realizado por meio de uma punção na pele com o uso de cateteres  e próteses endovasculares, que realizam a desobstrução das artérias coronárias.

Este processo permite que as artérias coronárias voltem ao seu funcionamento regular, possibilitando que o coração receba maior fluxo de sangue e continue trabalhando normalmente. Isso garante ao paciente um tempo de internamento menor e recuperação mais rápida que cirurgias convencionais, explica Graciliano.

O secretário estadual de Saúde, Fernando Máximo, afirma que a retomada dos exames pelo setor de Hemodinâmica do HB mostra o comprometimento do governo de Rondônia com a melhoria da qualidade da Saúde no Estado.

Ele destaca ainda que somente o Hospital de Base realiza – pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em Rondônia-, procedimentos como cateterismo e angioplastia, daí a importância de manter a oferta dos serviços sem nenhuma interrupção.

Autor / Fonte: Zacarias Pena Verde/Secom

IDETRO WORKSHOP

Comentários

Leia Também

 
Loading...