Juiz aposentado é mais um pré-candidato ao Governo de Rondônia



INCRÍVEL: SINDICATOS EXIGEM IMPOSTO OBRIGATÓRIO MAIOR DO QUE ERA ANTES!


Assustado, colocado contra a parede, com popularidade perto do zero e ainda com a missão de realizar o que chama de reformas profundas, o presidente Michel Temer pode, para manter o apoio de parte dos sindicalistas, aceitar a nova chantagem explícita da qual seu governo está sendo vítima. Depois que a Reforma Trabalhista, saída a forcéps do Congresso, acabando com, entre outras aberrações, o tal imposto sindical obrigatório, as centrais sindicais estão impondo não só a volta da “contribuição”, mas ainda querendo que ela seja bem maior do que o era o vergonhoso percentual anterior.

Num país transformado numa República Sindicalista, com mais de  15 mil entidades classistas, a maioria vivendo apenas da mamadeira do dinheiro público e centenas existindo apenas pelo registro em cartório, os sindicatos querem impor ao Governo e, pior, aos trabalhadores, mais uma vez, a  vergonhosa ditadura do imposto.

Ao invés do operário ter que contribuir com um dia de trabalho por ano para essa tenebrosa instituição tributária que durou várias décadas, agora as centrais (Central Única dos Trabalhadores; União Geral dos Trabalhadores e Força Sindical, entre outras),querem que ela seja aumentada, através de percentuais que poderiam variar de 6 por cento a 13 de um salário mensal de cada trabalhador. A chantagem é clara: caso Temer não aceite essa torpeza, as centrais garantem que vão se mobilizar contra todas as reformas, principalmente a da Previdência e tentar inviabilizar o mandato tampão.

Basicamente, a ideia malandra é de que a contribuição seja decidida nas assembleias dos sindicatos. Como se sabe que, no geral, só participam desses encontros pequenos grupelhos ligados ao comando sindical, se poderia propor valores absurdos, a que toda aquela categoria ficaria submetida, sem direito a protestar, pela ausência na assembleia convocada.

Ou seja, tudo o que de “limpeza” foi feita nessa sujeira que é o contexto do sindicalismo de negócios que impera no país, terá sido em vão. Poucos meses depois, as Centrais exigem do governo não só a volta do imposto obrigatório, mas, ainda, com percentuais e valores muito acima do que eram. Fragilizado, Michel Temer está se borrando de medo e negocia com qualquer um que o ajude a manter-se no cargo. Será que o Congresso vai abonar essa bandalheira, caso ela seja mesmo proposta pelo fragilizado Presidente?

CAPITAL DA BUROCRACIA

Enquanto em Porto Velho a infernal burocracia imposta ao contribuinte e aos empreendedores, praticamente impede qualquer nova iniciativa de negócios, em Ji-Paraná e na região central do Estado, as coisas são bem diferentes. Na cidade do prefeito Jesualdo Pires estão se instalando hipermercados, shoppings e várias outras empresas. A última boa  notícia é a chegada do grupo Margrif Global Food, empresa brasileira presente em mais de 100 países, com 48 unidades de produção. A Margrif assumirá as instalações do Frigorífico Frialto, localizado na Estrada Nova Londrina, garantindo nada menos do que 1 mil empregos diretos e outros cerca de 1 mil indiretos.  A capacidade de abate do frigorífico que agora leva a grife da internacional Margrif, pode abater até 1.500 animais por dia. Enquanto isso, em Porto Velho, o prefeito Hildon Chaves continua tentando conseguir um alvará e uma autorização da sua secretaria de meio ambiente, pa ra instalar um “puxadinho” no seu gabinete. Até agora não conseguiu. Se nem o Prefeito consegue, imagine-se só o que ocorre com o cidadão comum. Empreendedores estão é fugindo da Capital rondoniense, que se transforma também na Capital da Burocracia Infernal!



LÉO FACHIN ESTÁ PENSANDO

Deu no site Extra Rondônia, de Vilhena: o juiz aposentado Léo Antônio Fachin (foto), filiado ao PTC, estaria sendo sondado para disputar o Governo no ano que vem. É mais um personagem do Judiciário que está com olhos voltados para as urnas, em 2018. Figura polêmica, Fachin teve sua aposentadoria compulsória decreta pela Tribunal de Justiça do Estado, em 2010, depois de um longo e penoso processo em que foi acusado de tentar,  na condição de magistrado, ajudar um cunhado que disputava uma vaga à Câmara Municipal de Alto Paraíso. Na ocasião, onze dos 17 desembargadores do TJ decidiram pela aposentadoria compulsória, enquanto os outros seis por absolvição e penas mais brandas. O caso teve grande repercussão e protestos veementes do então Juiz de Direito, que se considerou extremamente injustiçado. Figura conhecida em várias regiões do Estado, Fachin é hoje produtor rural e não nega que tenha sido procurado para tratar de uma eventual candidatura. “Posso perfeitamente enfrentar o desafio”, disse Fachin ao site, quando questionado se toparia entrar na briga pelo Governo.

A HORA DA VOLTA!

Confusão à vista na Câmara de Vereadores de Porto Velho! O vereador Edwilson Negreiros foi designado pelo presidente Mauricio Carvalho como relator do processo contra Ada Boabaid, envolvida numa confusão em que ofendeu uma professora pelas redes sociais, depois de ser caluniada. Até aí, tudo normal. O problema é que Negreiros se transformou num inimigo político do marido da vereadora Ada, o deputado estadual Jesuino Boabaid. Os dois quase se engalfinharam, quando houve uma audiência na Assembleia, tratando da questão do Uber em Porto Velho. Agora, o episódio volta à tona, com o temor de que o caso do pedido de cassação do Partido dos Trabalhadores contra a vereadora, nas mãos do relator Edwilson Negreiros, possa se encaminhar para uma espécie de vendeta política. Negreiros aparentemente é um sujeito de paz, mas no episódio da Assembleia ele ficou realmente furioso com Boabaid. A sugestão é de que todos os envolvidos acalmem seus ânimos; pensem na coletividade antes de pensar em si mesmos e que buscam a paz. A população já está de saco cheio com tanta violência e confrontos políticos que não levam a nada...

PAPA APÓIA CASAL GAY

A Igreja Católica, através do seu maior representante, o Papa Francisco, apoia não só o casamento gay, como também o batismo de filhos de casais gays. Para externar sua posição e torna-la oficial, o Pontífice usou o caso de dois homossexuais brasileiros, casados há alguns anos e enviou a uma carta a eles, com muitas felicitações pelo batismo de três filhos que os dois adotaram, numa Igreja Católica do Paraná. Numa carta ao casal homossexual, o Papo deseja-lhes felicidade, “invocando para a sua família a abundância das graças divinas, a fim de viverem constante e fielmente a condição de cristãos"!. A cerimônia de batismo das crianças adotadas pelos dois homens, casados, ocorreu há dois meses. O casal gay enviou fotos do batismo triplo ao Vaticano e ficou muito surpreso quando recebeu a resposta Papal. É a primeira vez na História que um Papo abençoa uma união gay e felicita ao casal pelo batismo de filhos adotivos na Igreja Católica.

SÓ CONVERSA, SÓ PROMESSA...

Conversa, promessa, conversa, promessa! Toda a semana aparece alguma notícia nova envolvendo a futura duplicação da BR 364. Uma hora não há como fazer toda a duplicação; noutra, apenas nos trechos com maior volume de trânsito; falou-se na divisão dos quase 1.200 quilômetros entre a divisa do Mato Grosso com o Acre, em pelo menos 12 lotes, o que significariam 12 pedágios. Falou-se também que o Dnit vai mesmo fazer apenas remendos, como sempre fez, na Rodovia da Morte, que está cada vez mais perigosa e cada vez pior. A última informação é de que o processo de duplicação deve começar somente em meados de 2018, coincidentemente, ano eleitoral, onde certamente todos os políticos vão querer faturar, cada um no seu pedaço, sobre a famosa duplicação, que nunca sai da conversa e da promessa. A verdade é que a  gigantesca obra da 364 pode sim se tornar realidade, mas nunca antes da próxima década, talvez lá pelo meio dela. Antes disso, é só perder tempo em ouvir histórias que sequer existem no papel. São ainda, apenas, pura fantasia!

QUEM APLICARÁ O REMÉDIO?

“Todo mundo quer aposentar novo. Mesmo não contribuindo. O país vai ficando desbalanceado. Como caminhão com o pino centro quebrado. O que fazer? Parar com concursos públicos. Terceirizar serviços meios. Acabar com estabilidade no emprego público. Entregar gestão de teatros, hospitais para organizações sociais. Até mesmo escolas, de maneira progressiva. Credenciar serviços de terceiros, especializados para licenciamentos e auditorias. Gestão privada por concessão para unidades de conservação. Rever cláusulas pétreas da Constituição. E ajustar os direitos à realidade financeira do Estado. Os presidiários trabalharem para pagamento de suas despesas nas cadeias. Rever a gratuidade do ensino universitário nas universidades consideradas públicas”. Todas essas são frases do governador Confúcio Moura, publicadas em seu Blog, sugerindo medidas drásticas para melhorar o Brasil. Quase todas óbvias. A maioria, é claro, jamais se tornarão realidade, nesse Brasil do faz de conta; dos “direitos adquiridos” e dos “direitos humanos dos bandidos”! Confúcio tem o remédio para a doença, mas certamente nunca o verá aplicado!

PERGUNTINHA

Quando João Dória chegar a Porto Velho (ele virá ainda em agosto, em data a ser anunciada), você fará como alguns poucos  petistas, que jogaram ovos nele ou o aplaudirá como possível e viável nome à Presidência da República, em 2018?


 


 


 

Autor / Fonte: Sérgio Pires

Leia Também

Comentários