Julho terá eclipse lunar total mais longo do século – e com lua vermelha!

Julho terá eclipse lunar total mais longo do século – e com lua vermelha!

 © Thinkstock Lua de sangue eclipse lunar

Olha pro céu, meu amor… a música vai ganhar um significado especial na noite do próximo 27 de julho. É quando acontece o segundo eclipse total da Lua em 2018 (o primeiro foi em janeiro), e esse é bem especial: será o mais longo do século, e promete ter uma linda Lua vermelha, ou Lua de sangue.

A que horas vai ser o eclipse lunar?

Em 27 de julho o eclipse poderá ser observado no Brasil a partir das 17h30 (no horário de Brasília), ao nascer da Lua. Ela deve ficar completamente escurecida por 1h43, até às 18h13, e parcialmente coberta até cerca de 21h30, o que faz desse eclipse o mais longo do século 21, com quase quatro horas de duração.

O que é um eclipse lunar total?

O eclipse total da Lua acontece quando a Terra fica entre o Sol e a Lua, projetando então a sombra de nosso planeta no satélite natural. Ao longo do tempo a Lua vai ficando encoberta, até ficar completamente escurecida.

Lua vermelha ou lua de sangue?

Durante o eclipse, a Lua fica em completa escuridão. Quando reaparecer, estará vermelha, ou, como é chamada em inglês, será a “lua de sangue”. Isso não significa que a Lua mudou de cor. Trata-se de um “efeito especial” óptico, e a física explica.

Quando a Lua está “escondida” atrás da Terra, os raios solares não a atingem diretamente. A luz do sol passa então pela atmosfera terrestre antes de iluminar a Lua.

Quando os raios solares atingem a atmosfera terrestre, os gases presentes no ar dispersam ou curvam a luz. A luz vermelha é dispersa em uma quantidade específica e acaba sendo direcionada para a superfície da Lua, dando a impressão de que ela está de fato vermelha.

Como observar o eclipse em segurança

Para observar o eclipse total da Lua, basta encontrar um lugar onde você consiga visualizá-la. Ao contrário do eclipse solar, que não deve ser observado sem proteção para os olhos, o eclipse lunar é inofensivo: não há incidência de raios solares durante o eclipse da Lua.

Autor / Fonte: M deMulher

Leia Também

Loading...