Justiça condena estado de SP a pagar R$ 150 mil a Nayara, amiga de Eloá

Justiça condena estado de SP a pagar R$ 150 mil a Nayara, amiga de Eloá

 indenização por danos morais, materiais e estéticos, concedida pela Justiça de São Paulo a Nayara Rodrigues da Silva, hoje com 25 anos, foi de R$ 150 mil. A jovem, que foi baleada no rosto pela Polícia Militar, sobreviveu ao sequestro que terminou com a morte da sua melhor amiga, Eloá Cristina da Silva Pimentel. O caso aconteceu em outubro de 2008, em santo André, no ABC Paulista. O suspeito, Lindemberg Alves Fernandes foi condenado a mais de 90 anos de prisão, mas teve pena reduzida para 35 anos.

A corporação, conforme entendimento dos desembargadores ofereceu risco de morte à Nayara. Mesmo após a determinação judicial, o valor ainda não foi pago, porque cabe recurso. 

"Dessa maneira, comprovada exaustivamente não só a condutados policiais militares, mas, mais que isso, a culpa patente dos referidos agentes estatais, que resultou nos ferimentos (danos) provocados na segunda apelante, como também o nexo causal entre os danos sofridos por esta e a referida conduta, razão pela qual, patente está o dever do Estado em indenizar a vítima", escreveu o desembargador Kleber Aquino a respeito da responsabilidade do Estado.

Entenda o caso

No dia 13 de outubro de 2008, as duas adolescentes, na época com 15 anos, foram feitas reféns por Lindemberg, 22 anos, dentro de um apartamento no ABC Paulista. Ele foi à residência de Eloá para reatar o relacionamento com ela.

Um dia depois, o jovem chegou a liberar Nayara, que voltou ao imóvel, horas depois, orientada pela polícia, para tentar resgatar a amiga. O plano foi frustrado quando Lindemberg fez as duas reféns novamente.

Momentos depois, uma bomba foi explodida pelo Grupo de Ações Táticas Especiais (Gate). Os agentes invadiram o local e encontraram Nayara baleada e Eloá morta, com dois tiros. O suspeito acabou sendo preso pelos policiais e disse que disparou com o susto do explosivo.

Autor / Fonte: Notícia ao Minuto

Leia Também

 
Loading...