Mais de 70% dos pecuaristas comprovaram vacina contra a aftosa 

Mais de 70% dos pecuaristas comprovaram vacina contra a aftosa 

Mais de 70% dos pecuaristas comprovaram vacina contra a aftosa em Ariquemes 

Termina nesta terça-feira (15) o prazo para os pecuaristas efetuarem a vacina contra a febre aftosa em todo o rebanho de Rondônia na 44ª campanha de vacinação. Em Ariquemes (RO), mais de 70% dos animais tiveram a imunização comunicada na Agência de Defesa Sanitária Agrosilvopastoril do Estado (Idaron) do município.

Segundo a Idaron, a campanha iniciou no dia 15 de abril e tinha a expectativa de vacinar cerca de 2,6 milhões de bovídeos (bovinos, búfalos, carneiros, cabritos e cabras) nos municípios do Vale do Jamari. Os pecuaristas têm até o dia 22 de maio para comunicar as vacinas nas agências da Idaron.

Conforme os dados parciais da agência, atualmente 71,62% do rebanho de bovinos e bubalinos foram vacinados. A expectativa no município é de imunizar 471.130 animais em 2.693 propriedades rurais. Mas 639 produtores de 602 propriedades ainda não comunicaram a vacina em Ariquemes.

Para o veterinário da Idaron, Murilo Freitas, os números estão dentro da expectativa no município, principalmente por ter existido um caso de raiva, no mês que antecedeu a campanha.

Segundo Murilo, o agronegócio está na base da cadeia produtiva do nosso estado e a colaboração dos produtores é de grande importância para deixar o estado livre da aftosa sem a vacinação.

“É muito importante que o produtor imunize os animais. Rondônia ainda não é livre de aftosa sem vacinação, que é um passo importante para que o estado dê novos passos para abrir novos mercados e valorize o produto e subprodutos dos animais. Até lá é de vital importância que o produtor compre a vacina, vacine e comunique nos escritórios da agência dentro dos prazos corretos”, comentou.

Autor / Fonte: Jeferson Carlos, G1 Ariquemes e Vale do Jamari

Leia Também

Comentários