Mudanças na equipe do prefeito Hildon Chaves, Fátima Cleide poderá ser o nome do PT em 2018, Héverton Aguiar e Expedito Júnior parceiros

Mudanças – Nos próximos dias o prefeito de Porto Velho, Hildon Chaves (PSDB) deverá promover mudanças na sua equipe de governo. Uma delas seria na Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). O atual secretário, Alexandre Porto não consegue organizar o setor que é um dos pontos frágeis da atual administração municipal. Para citar, apenas, um exemplo negativo, a unidade de saúde do distrito de União Bandeirante, com mais de 35 mil habitantes, que não tem uma ambulância para transportar doentes que necessitam de atendimento mais delicado.

Mudanças II – Outro problema sério em União Bandeirante relacionado a saúde é o posto de atendimento funcionar apenas em horário comercial e não atender aos domingos e feriados. A ligação do distrito a BR 364 é de terra e está sempre em péssimas condições de tráfego. No verão, muita poeira e buracos e no inverno, quando chove com intensidade a lama e os atoleiros. Um dos nomes sondados para assumir a Saúde seria de uma pessoa muito amada pela população. Caso a pessoa seja convidada o problema do setor certamente será corrigido.  

Governo – O PT que está bastante fragilizado, após o impeachment da ex-presidente da República, Dilma Rousseff, não está “morto” em Rondônia. O deputado estadual Lazinho da Fetagro de Jaru, eleito recentemente para presidir a regional do partido está empenhado em fortalecê-lo já para as eleições gerais (presidência da República, duas das três vagas ao Senado, governadores, Câmara Federal e Assembleias Legislativas) do próximo ano. A ex-senadora Fátima Cleide, por exemplo, ficha limpa e quem deu o pontapé para o processo de transposição de servidores do Estado para a União poderá entrar na disputa.

Governo II – Fátima e Lazinho são os dois nomes expressivos, “fichas limpas” e em condições de colocar o partido em condições de disputar as eleições de 2018. Fátima que esteve muito tempo em Brasília ocupando cargo no Instituto Lula, agora está de volta a Rondônia onde atua junto a Associação dos Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE), entidade que sempre teve o apoio da cúpula rondoniense do PT. O saudoso deputado federal Eduardo Valverde priorizou as APAEs do Estado durante sua caminhada política, interrompida tragicamente.   

Governo III – O ex-procurador geral de justiça de Rondônia, promotor público Héverton Aguiar, conhecido como “caçador de político corrupto”, está mesmo disposto a disputar a sucessão do governador Confúcio Moura (PMDB) no próximo ano. Ele ainda não está filiado a partido político, pelo menos que se saiba, mas há enorme possibilidade de concorrer em parceria com o ex-senador Expedito Júnior, que dirige o PSDB no Estado, que está em linha de atrito com a deputada federal Mariana Carvalho. Não está descartada uma dobradinha Héverton/Expedito (governo Senado). Quem viver verá...

Respigo

O forte calor desde as primeiras horas da manhã de hoje (16) foi amenizada no período da tarde. Por volta das 14h choveu com intensidade em Porto Velho melhorando a qualidade do ar, bastante comprometido devido às queimadas criminosas +++ A proposta da Câmara Federal em elevar o Fundo Partidário para mais de R$ 3,6 bilhões nas eleições de 2018 deverá ser revista. A missão deverá ficar para o Congresso, que poderá rever o Fundo a cada eleição, mas segundo especialistas no assunto poderá aumentar ainda mais o valor +++ O advogado Caetano Neto, pré-candidato ao Senado no próximo ano ainda não definiu o partido. Mas estuda convites de vários dirigente partidários para levar avante sua proposta na busca de uma das duas vagas de senador +++ Outro pré-postulante ao Senado, o comunista e professor Francisco Pantera, do PCdoB também busca ampliar espaço político na capital e no interior do Estado. Em companhia do pré-candidato a governador, advogado Jackson Chediak, Pantera busca consolidar os nomes junto aos diretórios do partido que ele preside no Estado. 

Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica

Leia Também

Comentários