Município busca alternativa ao fogo no fomento à agricultura sustentável em Porto Velho

Município busca alternativa ao fogo no fomento à agricultura sustentável em Porto Velho

 Balcão de experiências, para discutir transferência de tecnologias, foi realizado nesta quinta-feira

Entendendo que é necessário desenvolver meios alternativos para o manejo do fogo na agricultura e atividades correlatas, a Prefeitura de Porto Velho, através da Subsecretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema), promoveu, nesta quinta feira, 11, no auditório da CONAB, o evento ‘Balcão de Experiências - Transferência de Tecnologias no fomento à Agricultura Sustentável’.

A iniciativa é realizada em parceria com a Embrapa, Sipam, Conab, Sedam, BPA, ICMBio, Seagri, Idaron e Ceplac. Segundo o titular da Sema, Robson Damasceno, o evento é reforçado pela Prefeitura como uma ferramenta importante para promover a sustentabilidade, ao passo que busca a prevenção às queimadas. “A expectativa é reduzir os focos de calor e queimadas na zona rural”.

“A maior preocupação da campanha é sensibilizar as comunidades para a questão das queimadas e oferecer tecnologias que substituam o uso do fogo nos principais sistemas de produção agropecuária”, explicou Robson.

Ainda segundo o subsecretário, a discussão é imperiosa, pois as queimadas resultam no empobrecimento do solo, poluição, doenças respiratórias, destruição de redes de eletricidade e cercas, além provocar acidentes rodoviários. “É um alerta necessário, visto que, na sua grande maioria, a queimada é uma prática agrícola usual, utilizada para controle de pragas, limpeza de áreas para plantio, renovação de pastagens e colheita”, salienta.

Se de um lado a queimada facilita a vida de parte dos agricultores, trazendo benefícios a curto prazo, de outro, afirma Robson Damasceno, ela afeta negativamente a biodiversidade, a dinâmica dos ecossistemas, aumenta o processo de erosão do solo, deteriora a qualidade do ar e provoca danos ao patrimônio público e privado, prejudicando a sociedade como um todo.

Autor / Fonte: Comdecom

Leia Também

 
Loading...