Nível do Rio Mamoré está abaixo da cota de segurança

Nível do Rio Mamoré está abaixo da cota de segurança

O nível do Rio Mamoré voltou ao normal e está 90 centímetros abaixo da cota de segurança, que é de 11 metros. Segundo a Marinha, nesta quarta-feira (13), a régua fluviométrica marcou 10,10 metros, o que mostra uma considerável redução no nível que chegou a quase 12 metros no ápice da enchente, atingindo diretamente mais de 200 famílias em Guajará-Mirim (RO) e Região.

Nível do Rio Mamoré é considerando normal em Guajará-Mirim e Região (Foto: Júnior Freitas / G1 RO )

De acordo com a Defesa Civil Municipal, as famílias não correm mais riscos por conta da cheia e aos poucos a rotina dos moradores está voltando à normalidade. Apesar de a água ter recuado, o órgão continua fazendo os acompanhamentos dos moradores cadastrados com as doações humanitárias de fardos de água mineral, enviados pela Defesa Civil Estadual.

Ainda de acordo com a Defesa Municipal, além da água mineral, as famílias também receberam doações de cestas básicas de outros órgãos. Durante a enchente, a água invadiu ruas e quintas das residências, o que obrigou muitas famílias a se mudarem temporariamente.

Nível chegou a quase 12 metros e atingiu mais de 200 famílias na fronteira com a Bolívia (Foto: Rede Amazônica / reprodução )

O órgão chegou a declarar Situação de Emergência para o Governo Federal, tendo inclusive um plano de evacuação para colocar as famílias em abrigos temporários, porém a medida não foi necessária, já que a situação foi melhorando gradativamente.

Os bairros mais atingidos foram o Cristo Rei e o Triângulo, já que ambos estão situados às margens do Mamoré. Várias comunidades ribeirinhas, indígenas e o Distrito de Surpresa, localizado na zona rural do município, também enfrentaram as consequências da elevação da água.

Autor / Fonte: Júnior Freitas, G1 Guajará-Mirim e Região

Leia Também