No Palácio do Planalto, vice-governador defende criação de turismo sustentável para o Vale Guaporé

No Palácio do Planalto, vice-governador defende criação de turismo sustentável para o Vale Guaporé

A transformação da estação telegráfica de Vilhena num memorial em homenagem a Rondon e o turismo de sustentabilidade na comunidade do Príncipe Forte da Beira, em Costa Marques, foram alguns dos assuntos da audiência entre o vice-governador, Daniel Pereira, e o Secretário Nacional de Articulação Social, da Presidência da República, na sexta-feira (09), no Palácio do Planalto.

Daniel pediu apoio ao Secretário Nacional de Articulação Social uma contribuição para ajudar o Governo de Rondônia na formulação de um projeto para alavancar o turismo de sustentabilidade na comunidade do Real Forte Príncipe da Beira, no município de Costa Marques, Vale do Guaporé. Segundo o vice-governador, o Forte  Principe hoje recebe de visita entre 500 e mil pessoas em média por mês, e não há nenhuma infraestrutura no local para receber o turista.

Daniel Pereira defendeu a importância de se criar um projeto semelhante ao adotado no Arquipélago de  Fernando de Noronha, onde a própria comunidade organiza. “A invés de ter um hotel, você tem pousadas, ao invés de ter um grande restaurante lá, cujo os moradores são empregados, nós queremos que a própria comunidade faça”, explicou o vice-governador, destacando  a importância de se criar condições de estrutura para estimular o turismo e gerar renda local.

Outra demanda apresentada por ele foi  sobre um grupo de famílias de Vilhena, que há aproximadamente 20 anos está numa área que pertence ao Exército Brasileiro. “São pessoas que estão lá, que trabalham e produzem. A gente quer ver se faz um convencimento social ao Exército para que aquela área seja destinada finalmente para aquela população”, disse Daniel Pereira.

O vice-governador lamentou a injustiça com a memória de Rondon e solicitou à Secretária Nacional de Articulação Social uma ajuda para interceder junto ao Ministério da Defesa, especificamente na Aeronáutica com a finalidade  liberar a área  que está a  Estação Telegráfica (abandonada) em Vilhena,  e encontra-se  dentro de uma área da Aeronáutica. A estação foi construída pelo próprio Rondon.  “Temos um projeto para revitalizar aquilo lá e devolver para a comunidade, e também fazer justiça com a história do nosso Marechal”, concluiu.

Participaram também da reunião, a diretora do DRPS da Secretaria de Governo da Presidência, Carmem Silvia Correa Bueno; o gerente do projeto Rondon – Hidenobu Yatabe; e os assessores da SNAS, Jacques Salomon Crispim Soares Pinto e Marco Antônio Delgado.

Autor / Fonte: Zózimo Macedo/Secom

Leia Também