Sobe para 132 o número de policiais militares mortos no Rio de Janeiro em 2017

Cabo foi assassinado em São Cristóvão

Testemunha disse que cabo Melqui reagiu a assalto em São Cristóvão

Subiu para 132 o número de policiais militares mortos no Rio de Janeiro em 2017. A vítima mais recente foi o cabo Melqui Oliveira, que trabalhava no batalhão da Praça da Harmonia (5º BPM), no centro do Rio.

Segundo a Polícia Militar, na madrugada deste sábado (23), policiais do batalhão de São Cristóvão (4º BPM), foram acionados para verificar um homicídio na rua Figueira de Mello. No local, a patrulha encontrou o agente morto e vários cartuchos de fuzil no chão.

A testemunha que estava com o PM na hora do crime disse à polícia que homens armados tentaram roubar seu carro, ele reagiu e foi baleado.

Próximo ao local do crime, no bairro da região central do Rio, os agentes viram que uma agência bancária teve a porta estourada. O local foi isolado para perícia e o caso foi encaminhado para a DH (Divisão de Homicídios da Capital).

Em nota, a Polícia Civil disse que o caso está sendo investigado e que a perícia já foi realizada no local. O cabo tinha 38 anos e estava na PM havia seis anos.

PM morto em Paraty

Na sexta-feira (22), o cabo Eduardo Caetano morreu após quase 20 dias internado em um hospital de Angra dos Reis, na Costa Verde. O agente havia sido baleado no último dia 3, na porta de uma boate em Paraty. Caetano foi baleado durante sua folga e outras duas pessoas também foram baleadas na mesma ação.

A Polícia Civil identificou o suspeito de matar o policial e procura informações que levem à prisão de Martin Estevão da Silva Santos. O caso está sendo investigado na delegacia de Paraty (167ª DP).

https://noticias.r7.com/rio-de-janeiro/pm-morre-apos-tentativa-de-assalto-agente-e-o-132-morto-no-rj-23122017

Autor / Fonte: PH Rosa, do R7

Leia Também

Comentários