Parceria entre Emater e prefeitura incentiva produtores rurais a plantar café clonal

Parceria entre Emater e prefeitura incentiva produtores rurais a plantar café clonal

A visita ao viveiro de café clonal na cidade de Cacoal trouxe grandes perspectivas para investimento na lavoura cafeeira de Espigão de Oeste. A proposta é adquirir 130 mil mudas de café qualificadas e distribuir aos produtores rurais como incentivo para plantio de um hectare por produtor. Esse incentivo faz parte das ações em parceria entre a Emater-RO e Prefeitura local para melhoria da qualidade do café produzido na região.

A comitiva, formada por técnicos da Emater-RO e representantes da Prefeitura de Espigão do Oeste, visitaram o viveiro de mudas clonais de propriedade do produtor Nivaldo Ferreira de Laeth, em Cacoal. “Hoje temos em torno de trinta cultivares das quais são selecionadas as mais produtivas, gerando cerca de sete clones diferentes”, explica o produtor.

O viveiro tem capacidade para até um milhão e duzentas mil mudas de café clonal. “As mudas estão sendo produzidas para formar as novas lavouras e os clones, que são de alta produção e estão entre os sete melhores do estado, tem a capacidade de chegarem entre 150 a 250 sacas por hectare”, diz Nivaldo.

O extensionista da Emater-RO, Geovani Martins de Almeida, explica que para se alcançar esse resultado é preciso que o produtor siga todos os procedimentos, de forma correta, para irrigação e análise de solo. Com auxílio e orientações técnicas da Emater-RO, o viveirista tem trabalhado com o sistema de irrigação micro spray, um sistema que fica localizado no pé da planta utilizado tanto para irrigação como para adubação de forma unificada.

AQUISIÇÃO DE MUDAS

A proposta de melhoria da qualidade do café com a utilização de mudas clonais faz parte do programa de incentivo municipal Procafé, da Prefeitura de Espigão do Oeste por meio da Secretaria Municipal de Agricultura (Semagric) em parceria com a Emater-RO. “A Prefeitura pretende adquirir 130 mil mudas para distribuição entre os produtores da região e nós oferecemos orientação e assistência técnica para que esse clone se desenvolva com qualidade e produtividade”, explica o engenheiro agrônomo Geovani.

A seleção dos produtores que receberão as mudas também é feito pelos técnicos da Emater-RO que analisam o perfil e a vocação do produtor para a atividade. “Estamos trabalhando atualmente com 43 famílias”, diz Geovani. Além de receberem mudas altamente produtivas e assistência técnica especializada esses produtores contarão com o apoio de uma patrulha mecanizada da Semagric.

Para o prefeito Nilton Caetano, que acompanhou a comitiva, a Emater-RO é um parceiro fundamental para que o Procafé se desenvolva no município, orientando sobre como irrigar e preparar o solo. É preciso que, além da análise de solo, a leitura seja feita por um técnico que tenha conhecimento para que se utilizem as práticas corretas.

Além do prefeito de Espigão do Oeste e dos técnicos do escritório regional da Emater-RO no Território Rio Machado/Pimenta Bueno, também participaram da visita ao viveiro de mudas de café clonal em Cacoal, o secretário da Semagric, Marcelo Brandão e a gerente do escritório da Emater-RO de Espigão do oeste, Cristiane Abid Mundim.

Autor / Fonte: Wania Ressutti/Secom

Leia Também

Comentários