Por que Confúcio Moura não foi ao jantar de Michel Temer?

Por que Confúcio Moura não foi ao jantar de Michel Temer?

Em que situação a classe política dominante colocou nosso Brasil! Há alguns anos atrás, receber um convite para um encontro com o Presidente da República, era motivo de alegria, orgulho e comemoração da autoridade convidada. Um jantar no Palácio, então, era quase um convite para as portas do céu. Não agora. Abaixo de uma série de suspeitas; envolvido em denúncias cabeludas; sob a mira da grande mídia e da Justiça, um convite do presidente Michel Temer, nesse momento, certamente não tem a mesma importância de antes, nesses dias conturbados.

Vários governadores convidados para o encontro de terça à noite, com o Presidente da República, teriam dado as mais diferentes desculpas para não aparecerem no evento. O site Poder360, por exemplo, enumerou pelo menos 10 governantes que teriam saído pela tangente, para não aparecerem na festa de Temer. O rondoniense  Confúcio Moura teria sido um deles. Ele não foi mesmo ao jantar, mas uma importante fonte palaciana nega que tenha havido qualquer problema especial ou “desculpa” para não participar. “O governador Confúcio Moura jamais praticaria essa descortesia”, disse a fonte. Confúcio não foi ao encontro por compromissos anteriormente assumidos, em São Paulo, confirmou outra importante fonte muito próxima ao Governador.

Há, entretanto, outro importante motivo para a ausência confunciana: Temer chamou principalmente os governadores de Estados que estão com a corda no pescoço e que precisam, com urgência, de socorro federal, para discutir as formas de conseguir esse apoio. Também debateu as pesadas condições para que os Estados endividados se adequem às novas exigências de um acordo pesado, que terá que ser cumprido à risca, para que a grana possa ser liberada.

Ocorre que Rondônia não precisa de socorro oficial algum, porque está no azul, mesmo no quadro terrível em que se encontra a maioria dos Estados brasileiros. Além disso, mesmo que negociasse algum benefício, nosso Estado não o faria nas condições propostas pela União, que a administração rondoniense considera exageradamente duras. Enfim, nada do que se falou no noticiário nacional acerca da ausência do mandatário de Rondônia é real. A assessoria do Governador garantiu que Confúcio Moura pretende pedir uma audiência em separado com o Presidente, para tratar dos assuntos de interesse do Estado. E que o governador reafirmou sua amizade pessoal com Michel Temer! Pelo menos é essa a voz oficial.

“HONROSO CONVITE”

O prefeito Hildon Chaves já tinha na cabeça as mudanças que faria em sua equipe principal, a partir deste mês de junho. Trocaria, por exemplo, seu chefe de Gabinete, Breno Mendes, pelo atual secretário da Fazenda, Luiz Fernando Martins. Breno assumiria outra missão no governo municipal. Para a Fazenda, Hildon convidou o advogado e ex conselheiro do Tribunal de Contas, Amadeu Machado, um dos personagens importantes da recente história de Rondônia e uma vida toda de serviços prestados aos rondonienses. Amadeu pediu alguns dias para pensar e o assunto ficou em banho Maria. Dias atrás, contudo, ele enviou ao Prefeito uma carta, explicando todas as razões pelas quais declinou do que chamou de “honroso convite”.  O dr. Amadeu autorizou ainda a divulgação do teor da carta, caso o Hildon Chaves assim o deseje. Agora, o Prefeito está repensando toda a estrutura de mudanças que gostaria de fazer de imediato, mas que poderá demorar ainda algum tempo. Outras mudanças também, além das já citadas, poderão ocorrer em breve.

DISCURSOS NÃO REABREM A 319

Eles discursam, esperneiam, exigem, falam, falam e falam e....nada acontece. Os governos do Amazonas e Rondônia; grande parte das bancadas federais dos dois Estados; dezenas de prefeitos e autoridades de todos os portes, ao que parece, não pesam nada  perante a força do lobby que consegue manter paralisadas, via judicial, as obras da BR 319. Nessa próxima terça-feira, a Comissão de Infra Estrutura do Senado vai tentar reunir representantes do Judiciário, do Ministério Público, do Ibama e autoridades dos dois Estados, em mais uma daquelas reuniões que não servirão para nada. Os acordos feitos para o andamento da obra são ignorados e não importa o que se faça, porque fica a impressão de quem manda mesmo na região não são seus moradores, mas sim representantes dos serviços de balsas e barcos; das ONGs, a maior parte internacional e da ala do Ministério Público e do Judiciário que defende a intocabilidade da floresta, não importa o que isso represente para milhões de brasileiros que aqui vivem. Portanto, não adianta vir com conversa fiada de novo. A verdade é que, desse jeito, a tendência é que a BR 319 fique pronta no Dia de São Nunca...

FORA COM ELES!

Ainda sobre o que aconteceu com a jornalista Miriam Leitão, respeitada voz da imprensa brasileira: foi ofendida, atacada com violentas agressões verbais e chegou a temer ser agredida dentro de um avião da Avianca, quando voava de Brasília a São Paulo, por um grupo de petistas bestializados, que também viajavam, depois de participar do congresso do partido na Capital federal.  Os ataques eram contra a jornalista e contra a Rede Globo. Antidemocráticos, ditadores que só respeitam os que pensam igual a eles, esses marginais não compreendem que Miriam Leitão é apena mais uma voz contra a ladroagem  de parte importante do petismo, que ainda sonha em se adonar de novo do país e, principalmente, dos seus cofres. Ao atacar Miriam, achando que atacariam a Globo, os marginais no avião fizeram como se todos os petistas fossem considerados ladrões como é seu chefe, Lula, indiciado por vários crimes. Há petistas e há petistas. No voo com Miriam Leitão, estavam lá os iguais a Lula. Fora com ele e com eles!

COM CÂMERAS E COM POLÍCIA

O Espaço Alternativo vai em frente, aos trancos e barrancos. Sempre há o risco de que algum portador de qualquer credencial de autoridade  decida interromper as obras de novo, por quanto tempo quiser, mas, ao menos aparentemente a coisa vai indo. Algumas medidas que já deveriam ter sido tomadas há muito tempo, como a colocação de câmeras de segurança, para identificar os bandidos e vândalos que destroem o patrimônio público, começam a funcionar. Uma guarita da PM também será construída no local, para reforçar a segurança e acabar com os baderneiros que tomam conta do local, principalmente nas madrugadas dos finais de semana. Vai ajudar, é claro, a inibir o crime. Mas não resolverá muito, porque os vândalos, quando identificados e presos (e ainda mais se forem “dimenor”), estarão nas ruas no dia seguinte, para continuar praticando os mesmos delitos. Mas como a polícia ao menos inibe o crime, quem sabe dará certo?  A verdade é que, enquanto marginais e bandidos forem tratados com luvas de pelica pela legislação brasileira, não há nada que acabe com a violência, com a truculência, com o vandalismo.

PRESENTE DE NATAL

Outra notícia positiva para o “Espaço”, hoje um xodó para milhares de pessoas do bem, que ali encontraram um local bastante agradável para conviver com suas crianças, para praticar exercícios e usufruir de ao menos um pouco de lazer, nessa Capital que praticamente nada têm nessa área: a última fase da obra começa em breve. O governo já abriu a concorrência para instalação de uma belíssima passarela metálica, que vai substituir duas, de concreto, planejadas no projeto original.  A um custo superior a 5 milhões de reais, a passarela vai dar um toque especial ao contexto do Espaço Alternativo, uma obra que já deveria estar pronta  há longo tempo, mas que, mesmo assim, será uma das poucas de grande porte a serem entregues à coletividade com 100 por cento do seu conteúdo.  A previsão é de que tudo esteja concluído até dezembro. O governador Confúcio Moura queria ter entregue o Espaço, completo, no  Natal do ano passado. Não deu. Mas agora o diretor geral do DER, Ezequiel Neiva, garante que, nesse ano, Confúcio vai sim entregar a obra totalmente concluída. Esperemos, pois!

CEM MIL NA MARCHA

A quinta-feira é feriado religioso. Corpus Cristi, comemoração católica, mas também de outras manifestações cristãs.  O único senão é que é um feriado no meio da semana, quando muito bem poderia ser realizado em sábados e domingos, sem paralisar o país, já tão fragilizado em sua economia.  Mas as demonstrações de crenças devem ser respeitadas, sejam quais forem. Em Porto Velho, por exemplo, o principal evento do dia será a Marcha para Jesus,  promovida por mais de 50 denominações cristãs e que, nessa quinta, pretendem reunir perto de 100 mil pessoas na caminhada, que acontecerá no Espaço Alternativo. A concentração começa às 15 horas e deverá reunir um público raras vezes visto nas ruas da Capital. No ano passado, a Marcha teve acima de 80 mil pessoas, segundo os organizadores.  À frente do ato religioso, estará o pastor Adegemauro Faria, presidente do Conselho de Ministros Evangélicos de Porto Velho (Comep), responsável pela organização da Marcha para Jesus.

PERGUNTINHA

Se você recebesse um convite do Presidente da República para um jantar, na calada da noite, entrando pelos fundos e usando o elevador de serviço, você iria ou ficaria desconfiado de que alguma coisa está errada?

 

Autor / Fonte: Sérgio Pires

Leia Também

Comentários