Projeto Canta Mulher será incluído no calendário oficial de eventos e comemorações culturais de Porto Velho

Projeto Canta Mulher será incluído no calendário oficial de eventos e comemorações culturais de Porto Velho

No dia 27 de Novembro, foi aprovado pela Câmara Municipal de Porto Velho, sob a Lei de nº 2548, o Projeto de Lei de nº 3.688/2018, de autora da Vereadora Ellis Regina, que trata da inclusão do Projeto Canta Mulher no Calendário oficial de Eventos e Comemorações Culturais de Porto Velho. O Projeto Canta Mulher foi criado no ano de 1992 pelo Fórum Popular de Mulheres, visando gerar através da arte, a visibilidade da mulher, revelando a sua condição feminina no cotidiano da sociedade brasileira. Em março de 2018 completou 27 anos e na sua história musical e cultural, conecta vibração, ritmo e sonoridade de mulheres que fazem arte no canto, na dança, no teatro, na poesia, no palco e na vida.

O Canta Mulher sempre foi realizado nas comemorações do Dia 08 de Março- Dia Internacional da Mulher, pelo Fórum Popular de Mulheres e o Sistema Fecomercio/Sesc-Rondônia, conta com os apoios de várias instituições, empresas, sindicatos e apoiadores voluntários, além da imprensa local. Na dimensão histórica do projeto, entre paralelas, numa roda viva, o canto delas, mistura linguagens musicais espalhando poesias, arte e harmonia, seguem pela esquina do tempo, em trilhos sonoros, revelando memórias e canções para rosas, mulheres de Holanda e Chiquinha Gonzaga em sensíveis partituras. Ganha volume, de corpo e alma, com mulheres de todos os cantos, com muita fascinação, corre pelas águas de março semeando solidariedade num sonhos Brasis e Gracias a la vida ecoam um canto pela paz. Assim defini-se a trajetória do Projeto Canta Mulher na agenda cultural da cidade de Porto Velho. 

Benedita Nascimento, Coordenadora do Projeto Canta Mulher, afirma que “esta conquista representa o fortalecimento do projeto Canta Mulher na agenda cultural do município de Porto Velho, além de ter se tornado uma vitrine positiva para nossas mulheres artistas, interpretes, compositoras, entre outros segmentos artísticos. É um reconhecimento do trabalho realizada ao longo destes 27 anos de resistência, promovendo a integração das várias linguagens e expressões artísticas, valorizando a cultura local consolidando o trabalho feminino na arte e na cultura”, disse Benedita.

Dando continuidade a pauta de conquistas, comemorações e homenagens, pela passagem do Dia Internacional dos Direitos Humanos, o Fórum Popular de Mulheres recebeu da Assembléia Legislativa de Rondônia no ultimo dia 10 uma homenagem as Mulheres em defesa dos Direitos Humanos, pelo Deputado Lazinho da Fetagro e no dia 11, recebeu o Voto de Louvor, pelo Dep. Airton Gurgacz.  De acordo com Mara Regina, “essas conquistas representam o resultado do trabalho, militância e ativismo feministas de muitas mulheres que trilham com a gente na defesa intransigente dos Direitos Humanos das Mulheres na política, na cultura, na arte e na vida”.

Agenda do Projeto Canta Mulher no Canto de Natal Vozes de Maria

O Projeto Canta Mulher inaugura mais uma atividade musical no contexto cultural, contemplando na agenda musical da cidade no período natalino, o Canto de Natal Vozes de Maria. No período de 12 a 15 de Dezembro, o Projeto Canta Mulher apresenta mais uma edição musical do Canto de Natal Vozes de Maria.  De acordo com Benedita Nascimento, coordenadora do projeto, o Canto de Natal Vozes de Maria, é mais uma produção musical do projeto Canta Mulher, que reúne canções Natalinas para o período de Natal, que serão executadas por um coro de vozes femininas para cantar a fé e a esperança na arte, sob a regência da maestrina e musicista Denise França Reis. A iniciativa tem como objetivo unir a diversidade de timbres e a sonoridade musical de vozes feminina numa mistura de brasilidade musical, unindo canções clássicas, eruditas com a modernidade dos ritmos brasileiros e universal, revelando canções de diferentes épocas, incorporando novos formatos, numa união de várias vozes e tonalidades musicais, inaugurando a diversidade dos cantos em corais no contexto da música contemporânea.

Nas apresentações, o repertório está constituído por dez canções, 1.Batuque Natalino do Menino Só (Ana Yara Campos); 2. Chorinho (Maria Meron); 3. Cruel (Luiz Melodia); 4. Dezembro (Música tradicional da Catalunha); 5. Presépio (Sérgio O. V. Correa e Joaquim Serra); 6. Vozes de Maria (Denise França Reis e Sol Cunha); 7. Menina Faceira (Denise França Reis e Juliano Dhui); 8. Noite Azul (Klécius Caldas e Armando Cavalcanti); 9. Simples Desejo (Jair Oliveira e Daniel Carlomagno); 10. Ton Ton Nôel - (Recolhido por Fresnydine Thercy/Haiti). As canções ecoam pelas vozes de Luana Shokness, Izabela Lima, Aldenice Bento, Sarah Gabriela, Joana D'arc, Andréa Trivério, Rose Chagas, Márcia Aguiar, Elane Lopes e Carol Aguiar. A agenda de apresentações do Canto de Natal Vozes de Maria, iniciou no dia 11 de dezembro no Porto Velho Shopping, seguindo para uma apresentação no San Genaro no dia 05/12 às 20h, na Casa Família Rosetta, 06/12 as 19h, no Instituto São Pellegrino dia 13/12 as 9h, no Centro de Convivência do Idoso dia 14/12 às 8h30 e no Centro de Social  Madre Mazzarelo no dia 15/12 às 9h.  O Projeto Canta mulher é realizado pelo Fórum Popular de Mulheres e conta com o patrocínio da ONG Moradia e Cidadania, NEOMAX Soluções Ambientais, Dental Norte, do Sistema Fecomércio e da Loja Moda Intima Laura Ferrari.

Denise França Reis, a regente do Canto de Natal Vozes de Maria, é bacharel em Canto pela FMGC/SP (Faculdade de Música Carlos Gomes). Fez Canto Popular com Tuca Fernandes e posteriormente Piano Erudito com Ada Carvalho. Aluna especial do mestrado do Instituto de Artes da UNICAMP (Universidade Estadual de Campinas) estudou com Claudiney Carrasco arranjos e análises de trilha sonora para o cinema. Na ULM (Universidade Livre de Música) – atual EMESP – cursou a disciplina de Arranjo Popular com Beto Iannicelli e Regência Coral com Marcos Júlio Sergl.

Autor / Fonte: Edgar Melo/Assessoria

Comentários

Leia Também

 
Loading...