Secretaria pede auxílio da população para denunciar quem descarta lixo nas áreas de preservação

Secretaria pede auxílio da população para denunciar quem descarta lixo nas áreas de preservação

No bairro Residencial Eldorado, nem mesmo a placa de proibição intimida a popular em não descartar o lixo

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Sema) de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, pede o auxílio aos moradores do município para denunciar quem descarta lixo e entulho nas Áreas de Proteção Permanente (APP).

De acordo com a Sema, os responsáveis pelo descarte ilegal podem ser presos em flagrante e ainda serem multados pelo crime ambiental de R$ 1,7 mil a até R$ 25 mil.

Um exemplo da situação acontece no bairro Residencial Eldorado, onde nem mesmo as placas de proibição para o descarte, queimadas ou retiradas da vegetação impedem que algumas ruas ou avenidas estejam com lixo acumulado. O descaso pode gerar complicações aos moradores próximos e principalmente para o meio ambiente.

O secretário de meio ambiente do município, Anderson Gásperi, comenta que em muitos dos casos os próprios moradores do bairro jogam o lixo nos igarapés e nas beiras das estadas em vez de levar o lixo até o aterro sanitário ou colocar em sacos para serem coletados pelo serviço de coleta.

“Nós temos um grupo de 'porcalhões' nesta cidade que desonra qualquer comunidade. A população não pode admitir uma coisa dessa. Nós temos os fiscais que fazem o trabalho deles, mas é quase que impossível, por que os irresponsáveis viraram profissionais em não serem pegos em flagrante”, exclama o secretário municipal de meio ambiente.

Diante da dificuldade, o secretário relata que a própria comunidade pode colaborar com o município para que os responsáveis por jogarem o lixo sejam multados.

“É simples da população nos ajudar, basta fotografar a placa do veículo de quem está descartando o lixo no local indevido e nos enviar, para que possamos alcançar essas pessoas. A pessoa que fotografou ou tenha como comprovar quem é o responsável pelo descarte ilegal, nos comunique, porque nós não podemos permitir que este tipo de prática continue na nossa cidade”, salienta Anderson.

Não é difícil de encontrar lixo acumulado nas APPs do município. No final da Avenida Canaã é possível verificar uma grande quantidade de móveis velhos descartados. Em fevereiro de 2017, duas pessoas foram multadas por descartarem lixo no local proibido.

Em uma avenida do bairro Zona Sul, restos de entulhos de construção frequentemente são despejados. A Sema informou que a prefeitura realiza a limpeza do local, mas os moradores insistem em descartar o lixo no local, o que prejudica o serviço público.

“Aquele que não faz, acaba pagando por aquele que faz essa barbaridade. Nós poderíamos estar fazendo outros tipos de serviços, mas temos que ficar correndo atrás destas situações, nós tínhamos que cuidar da cidade, deixando ela melhor do que nós encontramos, porque uma parcela da população insiste em fazer a coisa errada. Desejo que nos permitam trabalhar na cidade fazendo aquilo que é necessário fazer e não correndo atrás dos lixos jogados em locais proibidos”, ressalta.

Para denunciar, os moradores que flagrarem as pessoas arremessando lixo em áreas urbanas e de proteção ambiental, basta enviar a imagem ou o vídeo para o telefone do disk denúncia (69) 99345-7716, por meio do WhatsApp.

Autor / Fonte: Jeferson Carlos, G1 Ariquemes e Vale do Jamari

Leia Também

Comentários