Sistema sindical protege maus servidores, morre o jornalista Maurício Calixto, Mariana prepara pré-candidatura ao governo

 

Sindicalismo – A quase falência do sindicalismo brasileiro ocorre devido ao mecanismo do sistema, que protege em demasia os servidores em prejuízo dos demais segmento da população. O advogado Caetano Neto, que preside a Associação de Defesa dos Direitos da Cidadania (ADDC) define a situação de forma simples e objetiva: “o que atrapalha a atividade pública é o sistema sindical, que protege os maus servidores. Não há como admitir que um profissional da saúde, que tem a missão de salvar vidas não cumpra horário e trabalha como e quando quer”.

Tucanos – Na última semana a deputada federal Mariana Carvalho, presidente do diretório do PSDB de Rondônia manteve reunião com lideranças do partido em Vilhena. Na pauta as eleições gerais (presidente da República, governadores, duas das três vagas ao Senado, Câmara Federal e Assembleias Legislativas) de outubro próximo. Os tucanos lançaram o nome do ex-prefeito de Porto Velho, José Guedes, como pré-candidato ao governo, mas o que menos se fala no partido é sobre o assunto.

Tucanos II – No encontro Mariana teria dito que o ex-senador e ex-presidente do partido no Estado, Expedito Júnior tem um prazo até a próxima quarta-feira (18) para decidir o projeto do partido, inclusive de uma possível aliança com o grupo do senador Ivo Cassol (PP-RO). Mariana afirmou que é pré-candidata a governadora. Caso isso se confirme, Expedito terá como opção uma pré-candidatura ao Senado, apesar de sonhar governar Rondônia. A disputa por espaço interno é intensa.  

Professores – A saída de Waldo Alves do comando da Secretaria de Estado da Educação-Seduc é um atraso para a categoria, ou seja, para quem trabalha na nobre profissão, mais uma missão, que é o magistério. Uma das informações do ex-secretário, antes de se demitir, era que estava promovendo mudanças radicais na estrutura da Seduc, inclusive o retorno dos professores às suas origens. Segundo ele, mais de 50% dos professores estão em desvio de função. É importante destacar que não foi uma denúncia do ex-secretário, mas uma situação real. E preocupante, porque professor é pago para ministrar aula.

Comoção – A morte do advogado, jornalista, ex-deputado (federal e estadual) Maurício Calixto, hoje (16) criou um clima de comoção junto a maioria da população de Rondônia. Maurício comandava diariamente o programa “A Hora do Povo”, em cadeia pela Rádio Rondônia FM das 12h às 13h das segundas às sextas-feiras. Memória privilegiada, tribuno dos mais respeitáveis, Maurício não conseguiu superar os problemas que ocasionaram a sua morte. Nossos mais sinceros sentimentos aos amigos, onde nos estamos incluídos e aos familiares do colega, parceiro e confidente.

Respigo

O jornalista Júlio Olivar deixou a Superintendência de Turismo do Estado. Limpou as gavetas e prestou contas de suas ações no período em que esteve à frente da Setur +++ O exemplo de Olivar deveria ser uma rotina a quem deixa uma função pública, mas infelizmente não é. Olivar deverá disputar vaga a deputado estadual em outubro próximo e até a prefeitura, na eleição suplementar que deverá ocorrer em breve, devido a cassação do registro da candidatura da prefeita Rosani Donadon (PDT) +++ A maioria das ruas do conjunto habitacional 4 de Janeiro de Porto Velho está em precárias condições de tráfego. Os buracos tomaram conta e o problema também ocorre nos bairros vizinhos (Guajará, Cunian, etc.), onde estão residindo milhares de famílias +++ Expectativa para a data da eleição a prefeito de Vilhena, que deverá ocorrer dentro de 90 dias, no máximo. A movimentação dos prováveis candidatos é grande, mas certamente a Família Donadon terá um representante.

Autor / Fonte: Waldir Costa / Rondônia Dinâmica

Leia Também

Comentários