Trump promete acabar com política que separa famílias de imigrantes

Trump promete acabar com política que separa famílias de imigrantes

Após dias de controvérsia e críticas, o presidente americano, Donald Trump, afirmou nesta quarta-feira (20) que irá acabar com a separação de famílias na fronteira, que afastou pelo menos 2.000 crianças imigrantes de seus pais desde abril.

Trump afirmou que irá assinar ainda nesta quarta uma ordem executiva, uma espécie de decreto presidencial, para manter as famílias unidas.

"Nós vamos manter as famílias unidas, mas temos que fortalecer nossas fronteiras", declarou o republicano à imprensa. "Temos que manter a linha-dura ou nosso país será invadido por pessoas que não deveriam estar no nosso país, pelo crime, por todas as coisas que não queremos."

O presidente não deu detalhes sobre a ordem, mas disse que a assinará na tarde desta quarta.

As histórias de crianças sendo separadas de seus pais e as imagens de adolescentes em centros de detenção que mais parecem jaulas se tornaram uma crise de grandes proporções para Trump e os congressistas republicanos, que agora buscam uma resposta para uma situação que os críticos chamam de desumana e demoníaca.

Trump vinha nas últimas semanas se recusando a simplesmente acabar com a política de tolerância zero, que levou à separação de mais de 2.000 crianças de seus pais. A resposta do presidente americano era que a alternativa seria abrir as fronteiras do pais e permitir que os imigrantes entrassem ilegalmente no país.

Agora, no entanto, o presidente, irritado com as fortes críticas, tem buscando uma saída para fugir dessa crise, dizem pessoas próximas ao republicano, segundo o New York Times.

Autor / Fonte: Notícia ao Minuto

Leia Também