Vazamento de esgoto gera reclamações de clientes e comerciantes

Vazamento de esgoto gera reclamações de clientes e comerciantes

Comerciantes e transeuntes reclamam de esgoto vazando e causando mau cheiro

Um vazamento na rede de esgoto tem causado transtornos aos comerciantes, transeuntes e clientes que precisam enfrentar fila na Alameda do Ipê, região central de Ariquemes (RO). Conforme alguns comerciantes da localidade, o problema é antigo e que as vezes chega a prejudicar as vendas devido ao mau cheiro exalado pelo acúmulo da água suja.

Diversas pessoas convivem com o problema todos os dias e reclamam do mau cheiro que começa a aparecer logo no início da manhã. Muito sofrem enquanto precisam enfrentar a fila para ser atendidos no interior da agência da Caixa Econômica Federal, em frente ao esgoto.

“Bastante constrangedor ter que esperar e passar por uma situação como essa, logo de manhã esse mau cheiro já dificulta a situação e todos os dias são da mesma maneira. Nesse ambiente passam várias pessoas e até crianças ficam expostas a essa precariedade e todos os dias”, comenta o autônomo Edvan Vieira.

O comerciante Ronan Alberto, relata que a vigilância sanitária tentou impedir que os comércios da localidade lavassem as calçadas, já que o acúmulo de água ficava cada vez maior, por conta do vazamento do esgoto.

“Nós, comerciantes, temos a necessidade de limpar as calçadas para dar um aspecto melhor ao nosso ambiente de trabalho. Precisamos tomar uma providência para conter os prejuízos dessa situação”, conta o comerciante.

De acordo com a prefeitura, a situação será resolvido em breve após a implantação da rede de esgoto, que será construído pela concessionária de saneamento. “Nós temos um compromisso contratual com a empresa de saneamento para 50% do município ter esgoto tratado em quatro anos e, os primeiros setores a serem contemplados serão o 1 e o 3, local onde o vazamento de esgoto é encontrado", explica o secretário municipal do meio ambiente, Anderson de Gásperi.

Conforme Anderson de Gásperi, a Secretaria Municipal do Meio Ambiente ainda não recebeu uma denúncia sobre o vazamento no local, mas afirmou que realizar um trabalho paliativo para tentar descobrir os motivos que causaram o problema.

“As pessoas podem exigir que a situação seja verificada através do número 156, e caso não seja resolvido em 72 horas, ligue novamente e solicite uma providência. Procuraremos a origem do vazamento, conversaremos com todos os comerciantes que estão em volta para identificar de onde está surgindo e saber quais serão as providências, caso o problema não seja resolvido, os responsáveis poderão ser autuados”, finaliza.

Autor / Fonte: Jeferson Carlos, G1 Ariquemes e Vale do Jamari

Leia Também

Comentários