Vilhena: aliados de Bolsonaro se desentendem e secretário-geral do PSL em Rondônia é afastado da Executiva

Vilhena: aliados de Bolsonaro se desentendem e secretário-geral do PSL em Rondônia é afastado da Executiva

Em contato com o FOLHA DO SUL ON LINE, o ex-secretário de Agricultura de Rondônia, Evandro Padovani, comentou a divulgação de um documento no qual o presidente do PSL no Estado, coronel Marcos José Rocha dos Santos, avisa ao empresário vilhenense que sua filiação ao partido foi cancelada.

Padovani esclareceu que o documento, datado do dia 22 de maio, não tem mais validade. O vilhenense explicou que, tanto ele quanto Bagattoli foram acusados de infidelidade partidária ao participarem de um evento em Cerejeiras, que contou com a presença do governador Daniel Pereira. Os dois negam a infidelidade atribuída a eles.

O responsável por enviar o documento em grupos do WhatsApp é o ex-secretário geral do PSL em Rondônia José Armando bueno de Almeida. Pela indisposição causada entre ele e membros da Executiva, Bueno foi expulso, mas pode sofrer outras penalidades.

Em nota encaminhada à imprensa e num áudio para os filiados, o atual presidente do PSL no Estado esclarece a situação e garante que, tanto Padovani quanto Bagattoli terão suas candidaturas a deputado federal e senador, respectivamente.

Clique abaixo e ouça o áudio. Na imagem secundária, o documento que está provocando a polêmica entre os apoiadores do presidenciável Jair Bolsonaro em Rondônia.

Your browser does not support the audio element.

Autor / Fonte: Folha do Sul OnLine

Leia Também